segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Linha do tempo da comida

segunda-feira, 9 de agosto de 2010 1



Da caça ao fast-food, muito mudou na maneira como nos alimentamos. Galileu preparou um histórico das principais alterações no modo como nos relacionamos com os alimentos desde a pré-história. Confira:



* Neolítico
Primeira grande mudança na alimentação. Passagem do homem caçador para o agricultor.

* 5400 AC - Pérsia (Irã)
Surge o vinho. A prova: vestígios de ácido tartárico encontrado em vasos da época. Os persas conheciam também o sorvete, por exemplo.

* 4000 AC
Os chineses já cultivavam laranjas.

* Até 2 DC - Império Romano
As pessoas comiam deitadas em camas dispostas num ambiente chamado Triclinium. A base do tempero era o garum, um fermentado de vísceras de peixe que valia mais que o ouro. Ainda hoje se come garum, mas apenas no Vietnã. O primeiro livro de cozinha, Apicius, é com receitas dessa época.

* Alta Idade Média (século 5 a 11)
Feudalismo, era de força, guerras. Comia-se muita carne e o bacana era ser gordo.

* Século 8
Os muçulmanos trazem do Oriente para a Europa as laranjas, gado, café, arroz e a cana-de-açúcar, que estimularia grandes expedições pelo mundo.

* Século 10
O Império Bizantino inventa a toalha de mesa, os talheres e a mesa para as refeições. Antes disso, a maioria das refeições era feita deitada (Imp. Romano) ou sentada no chão (muçulmanos).

* Século 13 - Europa (sobretudo península Ibérica)
Durante a Inquisição, uma das maneiras mais simples de se identificar famílias judias (ou cristãos novos) era verificar o que comiam, já que as diferenças étnicas são poucas. Porco, animais que tenham casco bipartido e crustáceos fazem parte da lista de tabus alimentares dos judeus, assim como o pão feito com levedura. Nesse período, o pão ázimo praticamente desaparece da Europa. Além disso, todas as diásporas foram importantes para espalhar pelo mundo produtos judaicos: o cordeiro como carne básica, a amêndoa como base para doces, o azeite de oliva. A cozinha judaica sempre foi uma culinária de fusão entre a mediterrânea, árabe e ibérica.

* Século 15
Chegada dos produtos americanos na Europa e dos europeus na América. Introdução de cana-de- açúcar, café, laranja e gado (trazidos do oriente para Europa pelos muçulmanos). Da América para a Europa foram feijões, batatas, tomate, pimentão, cacau.
Curiosidade: batata era comida de porco, só passou a ser consumida por gente no século 18. Muito de sua implantação se deve a Parmentier, o francês que até hoje batiza um conhecido prato feito com... batata.

* Séculos 15, 16 – Itália
Cozinha italiana fica forte, junto com o Renascimento. Banquetes fartíssimos, comida barroca, vários temperos misturados. Curiosidade: uma coisa que eles faziam bastante era rechear um porco com um pavão, que por sua vez estava recheado por um frango, que por sua vez vinha com uma perdiz dentro. Uma matrioska da gula.

* Século 17 – França
Hegemonia da cozinha francesa (dura até hoje). Não só a comida, como a “art de table” francesa, os modos. Começou com Luís XIV. Depuração do gosto.

* Século 19
Invenção do Hambúrguer nos Estados Unidos – 1885
Invenção da Coca-Cola - 1886

* Anos 1910 – França
Surge o primeiro guia de restaurantes/viagens, o Michelin (o senhor fabricava pneus, portanto tinha que fazer com que as pessoas gastassem seus pneus, assim resolveu lançar um guia de viagens). É o mesmo Michelin que até hoje manda na gastronomia mundial.

* Anos 50
A moda das lanchonetes americanas, fast food

* Décadas de 70/80 - França
Nouvelle Cuisine
Porções mínimas, pouco cozimento, poucos molhos, o alimento com o sabor natural dele. Pratos bonitos e elaborados. Coincide com a época do culto ao corpo. Condimentos praticamente reduzidos ao sal
Globalização do gosto – temperos vindos do mundo inteiro se misturando.

* Anos 90 - Catalunha
Revolução catalã, comandada por Ferran Adrià. A cozinha como laboratório. Cozinha molecular (tecno emocional).


Editora Globo
Fonte: http://www.eduardoribeiro.net/

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Porque macaco velho não mete a mão em cumbuca?

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010 5

No Brasil, existe uma árvore chamada sapucaia que dá um fruto em forma de cumbuca. Quando amadurece, a cumbuca desprende pequenas castanhas – pelas quais os filhotes de macacos são fascinados. Porém, quando os macaquinhos metem a mão dentro da fruta, ficam presos, já que a castanha não passa pelo buraco. Eles só conseguem tirar a mão quando abandonam o fruto. Alguns, egoístas e teimosos, não largam a castanha e passam dias sem poder descascar a banana – porque estão com a mão ocupada, presa na cumbuca. O macaco velho, experiente, sabe onde põe a mão porque já provou da armadilha. Vem daí o ditado que diz que “macaco velho não mete a mão em cumbuca”.

MEDO INFANTIL - PIADA

Em uma escola do interior a professora pergunta aos alunos:
- Pedrinho, do que você tem mais medo no mundo?
- Da Mula-sem-cabeça, fessora!
- Mas Pedrinho... A Mula-sem-cabeça não existe! E você, Mariazinha? Do que tem mais medo?
- Ai, fessora! - disse Mariazinha, aflita - Eu morro de medo do Saci-pererê!
- Mariazinha... O Saci-Pererê também não existe... Vocês não precisam ter medo dessas coisas... São apenas lendas... Joãozinho, fala pra classe: do que você tem mais medo?
- Ai, tia... Eu tenho medo do Mala Man!!!
- Mala Man? - pergunta a professora, abismada - Quem é esse tal de Mala Man, menino?
- Olha, quem é eu não sei, mas todos os dias, antes de dormir, minha mãe pede a Deus: \"Não nos deixe cair em tentação, mas livrai-nos do Mala Man!\"

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Dupla Enéias e Eduardo

domingo, 14 de fevereiro de 2010 1


Com uma trajetória de quase 12 anos de carreira e 03 títulos gravados, a Dupla Enéias e Eduardo apresenta para o segmento Gospel o seu mais novo CD: “feliz da Vida”. Com aceitação de vários públicos, entre eles, pentecostais, Românticos, country e pop. A maioria das canções é de autoria da dupla.

A dupla Enéias e Eduardo deu início a carreira artística no ano de 1994, quando ainda residiam em Sooretama, interior do Estado do Espírito Santo. Os dois ainda bem adolescentes, Enéias com 15 anos e Eduardo com 12 anos.

Neste mesmo ano gravaram o primeiro CD “VIDA PASSAGEIRA”. Em 1997 a dupla gravou o segundo CD “VASO NOVO”, que foi recebido com muito carinho entre o público Góspel. Em 1999 lançaram então o terceiro CD “QUANDO DEUS OPERA”. Ambos pela GRAVADORA BELÉM.

Atualmente a dupla “Enéias e Eduardo”, apresenta seu lançamento, o 4º CD da carreira, “FELIZ DA VIDA”, um grande sonho realizado por nosso Senhor Jesus Cristo.

Com produção totalmente independente, um CD bem diversificado, com aceitação de vários públicos, entre eles, pentecostais, românticos, country e pop. A maioria das canções é de autoria da dupla. Neste Cd tem Participação Especial da Cantora Lucília (Esposa do Enéias) em duas músicas, sendo elas: a faixa 03 “Deus Te Faz Vencer” e a faixa 11“O Dono do Poder ”.


www.eneiaseduardo.com.br

CONTATOS E CONVITES: (27)3073-9373 / 9835-4624

E-mails: contato@eneiaseeduardo.com.br

lucília@eneiaseedurdo.com.br
<hr/>

MESSENGER

 
◄Design by Pocket